FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
 Assine a revista PONTO M  
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Boa madrugada! Sexta-feira, 14 / 12 / 2018
IMPLANTAÇÃO
Adelino apoia militarização de escolas

Data da notícia: 2018-12-05 11:19:58
Foto: Assessoria/Divulgação
O parlamentar acompanha periodicamente o funcionamento da instituição
O deputado estadual Adelino Follador (DEM) participou de todo o processo e discussões sobre a implantação do modelo de gestão compartilhada, entre a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e Polícia Militar (PM), de algumas escolas estaduais, tomando como exemplo o Colégio Tiradentes de Jaci Paraná (CTPM II).
A CTPM II serviu de inspiração para que o projeto fosse expandido e foi determinante para que o governo do Estado criasse o projeto e a Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) o aprovasse, com base nos resultados positivos e depoimentos dos pais, relatando a mudança comportamental dos filhos.
A ideia surgiu em uma conversa que o deputado Adelino Follador teve, em 2015, com o tenente PM Atevaldo Valentim, coordenador do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) no Vale do Jamari, quando foi observado problemas no comportamento dos alunos em duas escolas no município de Ariquemes.
Inicialmente, a proposta era que o projeto seria implantado na Escola Professora Carmem Ione Araújo, no bairro Rota do Sol. Porém, a direção conseguiu grandes avanços e controle, enquanto que a Escola Chico Mendes, no Setor 09, aumentou os problemas, sendo a escolhida.
Follador apresentou o projeto ao então governador, Confúcio Moura (MDB), que discutiu com os técnicos e enviou para aprovação na Alero, que o recebeu com boas expectativas, tanto que foi incluída, além de Ariquemes, a criação de mais três unidades: Vilhena, Ji-Paraná e Porto Velho.
A proposta é um modelo de gestão compartilhada entre a Polícia Militar e Seduc, onde a PM cuida da ordem, disciplina e civismo, enquanto a Seduc se encarrega da grade curricular e ensino. A gestão financeira e orçamentária é gerida em parceria entre direção (PM), vice-direção (Seduc) e Associação de Pais e Professores (APP).
Antes da implantação do Projeto houve diversas discussões com a comunidade. Inicialmente com certa resistência por parte de alguns dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintero) e alguns pais, mas depois que todos entenderam, a proposta foi aceita. Avançando, o Projeto e a implantação foi realizada em 22 de maio de 2017.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
     




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.