FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Boa noite! Terça-feira, 21 / 05 / 2019
IMUNIZAÇÃO
Agevisa começa distribuição doses de vacina a municípios

Data da notícia: 2019-04-01 18:56:39
Foto: Assessoria/Divulgação
Rondônia tem meta preconizada pelo Ministério da Saúde de alcançar 90% de vacinação em cada grupo prioritário
Será distribuída, a partir desta semana, às regionais de Saúde a primeira remessa de vacina contra influenza (gripe). São 165.310 mil doses, de um total de 423.156 da vacina trivalente para atender aos grupos prioritários durante a Campanha Estadual de Vacinação contra a Gripe, que ocorrerá entre os dias 10 deste mês a 31 de maio.
As regionais de Saúde irão repassar o primeiro lote aos municípios em quantidades relativas à população de cada cidade. Segundo a diretora geral da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Ana Flora Camargo Gehardt, a preocupação é que se faça a imunização como prevenção ao vírus Influenza A (H1N1) que vem circulando na região. No Amazonas, foram registrados 31 casos de óbitos nos últimos dias.
“Como o trânsito entre os dois estados é muito fácil e frequentes, temos que prevenir para evitar que haja surto no nosso estado”, ressaltou. Neste ano, em Rondônia, foram notificados 20 casos suspeitos, sendo 14 em Porto Velho. Deles, sete foram confirmados e duas mortes foram registradas na capital. São três os tipos da gripe: H1N1, H3N2, e Influenza B. A vacina trivalente atende a todos os tipos de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).
Informações da Agevisa dão conta de que os dois casos de óbito em Porto Velho eram pessoas do grupo de risco: uma criança de sete meses de vida, que já seria vacinada em 2019, já que faz parte do grupo infantil de seis meses a cinco anos de idade; e uma jovem com obesidade mórbida, que fazia parte do grupo de pessoas com comorbidades.
Rondônia tem meta preconizada pelo Ministério da Saúde de alcançar 90% de vacinação em cada grupo prioritário, sendo eles: crianças de seis meses a cinco anos de idade; profissionais de saúde; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); indígenas; idosos; pessoas com comorbidades; professores; população privada de liberdade (presos); e funcionários do sistema prisional.
Pessoas do grupo com comorbidades devem apresentar no ato da vacina a prescrição médica especificando a necessidade da indicação da imunização. Faz parte quem tem doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados, e portadores de trissomias.
O próximo lote deve chegar até sábado (6), completando o total necessário para a imunização de todos os previstos nos critérios da campanha. “Vamos prevenir e vacinar. Teremos também os o dia 4 de maio como o dia de divulgação e mobilização nacional contra o vírus e importância da imunização”, afirmou a diretora geral da Agevisa.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
     




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.