FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Sábado, 19 / 10 / 2019
CACOAL
Ação da PF prende advogado e apreende carrões

Data da notícia: 2019-04-10 18:43:09
Foto: Divulgação
Operação investiga desvios milionários em obra de saneamento

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã de ontem, quarta-feira (10), a Operação Feudo, com o objetivo de desarticular organização criminosa que desviava recursos públicos a partir de fraude em processo licitatório, envolvendo recursos direcionados à obra de saneamento básico no município de Ministro Andreazza.
O trabalho conta com a participação de servidores da Controladoria-Geral da União (CGU), visando fortalecer os dados coletados.
As investigações tiveram início no ano de 2015, com a finalidade de apurar suposta prática de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva, entre outros, tendo em vista notícia-crime de suposta fraude no caráter competitivo do processo licitatório das obras de implantação de saneamento básico no município supramencionado, o que foi confirmado no decorrer das investigações.
As análises indicam que os membros da Orcrim agiram em conluio para direcionar o vencedor do milionário contrato da obra de saneamento básico do município.
O valor da licitação vencida pela empresa para execução do saneamento básico foi de R$ 18 milhões e, até a presente data, foram executados aproximadamente 65% dos serviços, porém, já foram identificados, aproximadamente, R$ 3 milhões em prejuízos.

MANDADOS JUDICIAIS
A Operação Feudo consiste no cumprimento de 16 mandados de busca e apreensão, cinco mandados de prisão preventiva e quatro de prisão temporária nos municípios de Cacoal, Ministro Andreazza e Santa Luzia e também em João Pessoa, capital da Paraíba, bem como a apreensão de bens.
Entre os presos está um advogado de Cacoal que não teve seu nome divulgado. Carros de luxo foram apreendidos durante a operação.

TERRA SEM LEI
Embora a PF não tenha relacionado uma coisa com a outra, em Ministro Andreazza, mortes recentes podem ter ligação com o caso.
Um delator de esquemas criminosos, um pistoleiro contratado e um ex-prefeito foram assassinados misteriosamente nos últimos meses.


Fonte: Assessoria PF


Compartilhe com seus amigos:
     




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.