FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Quarta-feira, 26 / 06 / 2019
SEGEP
Transposição deve gerar economia de mais de R$ 20 milhões

Data da notícia: 2019-06-11 10:03:24
Foto: Assessoria/Divulgação
O processo atual abrange 4.500 servidores, e também 1.100 que não entraram na transferência em 2014
Desde a assinatura do Decreto nº 9.823, da Presidência da República que regulamenta a opção para inclusão no quadro em extinção da União para trabalhadores oriundos do ex-Território Federal de Rondônia, o governo estadual, por meio da Superintendência de Estado de Gestão de Pessoas (Segep), está atendendo os servidores que devem optar pela transposição.
O processo abrange 4.500 servidores, e também 1.100 que não entraram na transferência, em 2014, quando 4.700 funcionários conseguiram a migração, totalizando 5.600 aptos a transpor de acordo com o novo decreto. No total, 10.300 pessoas apenas da administração estadual. O número pode passar de 15 mil quando forem somados os servidores do município.
O decreto que regulamenta a transferência de servidores para o quadro da União será um marco na atual gestão. “Ao assumir o estado, o governador ser reuniu por várias vezes, em Brasília, com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que prometeram resolver a questão da transposição de Rondônia. Foram anos de negociação e, agora, aconteceu. Esse decreto era um desejo daquele pessoal que não conseguiu ser transposto e isso o governador alcançou junto ao governo federal”, declarou o superintendente de Estado de Gestão e Pessoa (Segep), Júlio Martins Figueiroa Faria.

Economia
Segundo informações da Segep, com a transposição desses 5.600 servidores ao quadro da União, o estado de Rondônia terá uma contenção de R$ 21 milhões. “Será uma economia considerável, uma vez que a folha de pagamento é de mais de R$ 60 milhões. Poupança também para o Instituto de Previdência do Estado de Rondônia (Iperon), porque agora o novo decreto abrange os aposentados e pensionistas que vão sair da folha do Instituto”, ressaltou Figueiroa.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
     




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.