Sexta-feira, 03 / 04 / 2020
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


SAÚDE
Idosos ignoram risco de infecção pelo coronavírus

Data da notícia: 2020-03-20 19:04:39
Foto: JAIRO ARDULL
Ambos revelaram ao CP que não tomam medidas de proteção, mesmo com os dois tendo 77 e 85 anos

(Da Redação) Por pertencerem ao grupo de risco de infecção do Covid-19, o coronavírus, idosos ji-paranaenses estão sendo aconselhados a ficar em casa ou sair somente, quando for absolutamente necessário, mas a recomendação das autoridades em saúde não está sendo cumprida, por uma parte da população idosa.

A reportagem do CP encontrou os aposentados Argenildo Joaquim, 77 anos, e Joaquim Dias de Oliveira, 85 anos, em um ponto de ônibus próximo ao terminal rodoviário de Ji-Paraná. Ao lado deles, estava um jovem usando máscara cirúrgica, que não quis se identificar. Eles aguardavam uma circular para o 2º distrito.

Questionado se a atitude poderia comprometer a saúde, com a ameaça do covid-19, por estar na faixa de risco da doença, Argenildo Joaquim afirmou que não acredita no novo vírus. Segundo ele, tudo não passa de uma maneira de a “pessoa ganhar dinheiro”.
Joaquim Dias Oliveira disse que a pandemia do covid-19 é bíblica. O aposentado assegurou que a doença que se espalhou pelo mundo é o sinal do “fim de uma era”. Ele assegurou, mais de uma vez, que não teme a contaminação. “O que Deus quiser fazer comigo, eu aceito. A pessoa não morre na véspera”, assumiu.

Ambos revelaram ao CP que não tomam medidas de proteção, mesmo com as idades de 77 e 85 anos, como evitar lugares públicos, reduzir o uso do transporte coletivo ou higienizar as mãos. Argenildo Joaquim revela que não fuma e não bebe, e que ainda trabalha como ajudante de obra.

Os dois entrevistados não são exemplos a serem seguidos. Na semana passada, a Secretaria Municipal de Saúde informou que suspendeu, por até 30 dias, as atividades no Centro de Convivência do Idoso para evitar a circulação de pessoas acima dos 60 anos, sem necessidade.
Ermelinda Dantas, 68 anos foi encontrada em uma farmácia no bairro 2 de Abril, 1º distrito. Ela contou que tinha saído de casa para comprar remédio para a pressão arterial. “Tenho visto tudo [reportagens] pela TV. É muito triste o que está acontecendo. O mais importante é cada um cuidar de si, para que todos tenham saúde”, comentou.

Para os idosos, o corona é mais perigoso. A taxa de letalidade do vírus é considerada baixa (entre 2% e 3%, segundo a Organização Mundial da Saúde), mas o percentual sobe para 8%, em pacientes de 70 a 79 anos e chega a 15%, em maiores de 80 anos. Prestaram atenção, seu Argenildo e seu Joaquim?


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.