Sexta-feira, 03 / 04 / 2020
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


Coronavírus em SP
O que mudou na rotina dos paulistanos

Data da notícia: 2020-03-24 11:57:35
Foto:

Após a chegada do coronavírus no Brasil, muitas mudanças aconteceram em São Paulo, como ruas vazias, comércio fechado e eventos cancelados. Ao andar pela cidade é difícil de acreditar no novo cenário que estamos vivendo. Lugares sempre lotados como a 25 de março, região do Brás e Av.Vautier sempre muito procurada, vivem hoje um cenário triste. Apesar de sabermos da importância dessas medidas não temos como não se impactar com a nova realidade.

Nunca passei pela experiência de ver de perto o cenário vazio da Av Vautier, conhecida por grandes comércios no atacado e varejo. Pessoas de fora que vinham para comprar por conta do preço, hoje ao invés de multidões e ônibus de viagem pelo bairro, só encontra nas lojas funcionários de máscaras em um anbiente totalmente vazio, algo que nunca aconteceu.

Na última quarta-feira (18), o prefeito Bruno Covas assinou um decreto determinando o fechamento dos comércios na cidade de São Paulo desde a última sexta-feira (20) até o próximo dia 05 de abril, porém, essa restrição atinge apenas os atendimentos presencias do comércio. As lojas poderão continuar vendendo seus produtos pela internet.

Grandes eventos foram cancelados, entre eles, Hair Brasil, Fashion Week, Lollapalooza entre outros. Todos os shoppings da cidade estão fechados assim como os cinemas, teatros, academias, Casa de cultura, entre outros. Todas as medidas voltadas ao combate ao vírus.

Continuarão funcionando em São Paulo os Hipermercados, Supermercados, Padarias, Farmácias, Postos de Gasolina, Lojas de Conveniência, Lojas de Produtos para animais, Lanchonetes e Feiras Livres, lembrando que as lojas poderão continuar a funcionar para balanços, entregas delivery, inventários e pequenas reformas. Quem não atender as exigências pode ter a licença cassada e o local fechado pela prefeitura. O controle acontecerá através de fiscais espalhados pela cidade de SP.

As lanchonetes que permanecerem abertas terão que obedecer algumas normas, entre elas o distanciamento de um metro entre as mesas, e terão que disponibilizar álcool em gel aos clientes e seguir orientações sobre a Covid-19. Um cenário triste, mas necessário, pois é preciso que cada um se conscientize e tome os cuidados necessários para combater o vírus. Se cada cidadão se precaver estará ajudando não somente ele próprio, mas a todo nosso País.




Fonte: Regiane Lambert


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.