] Jornal Correio Popular


Ji-Paraná(RO), 13/04/2021 - 13:25
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


EM ALTA
Cresce número de casos de Covid-19 em Ji-Paraná

Data da notícia: 2021-02-08 18:30:49
Foto: Assessoria/Divulgação
A média de infecção de dezembro/2020 foi de 26 casos diários, janeiro/2021 registrou 55,1 e nos primeiros sete dias de fevereiro é de 70,2

Cresce o número de pessoas que testam positivo para o coronavírus, segundo o Boletim Epidemiológico da Secretaria da Saúde de Ji-Paraná (Semusa). Enquanto a média de infecção de dezembro/2020 foi de 26 casos diários, janeiro/2021 registrou 55,1 e nos primeiros sete dias de fevereiro é de 70,2.

Segundo a Semusa, a aceleração da doença nos três meses ainda é reflexo das comemorações de fim de ano por um lado e por outro as medidas adotadas pela pasta para atendimento da população. De acordo com a estatística municipal, a cidade de Ji-Paraná possui 960 casos ativos.

Na segunda quinzena de janeiro, a prefeitura determinou o atendimento exclusivo a pessoas que apresentassem sintomas da doença nas 12 unidades que compõem a rede básica de saúde. Os casos mais graves eram encaminhados ao Centro de Covid do Hospital Municipal Claudionor Roriz.

Em 1º de fevereiro, as UBSs voltaram a realizar os serviços de rotina da população das 7h30 às 13h30. Os casos que envolvem a Covid-19 são tratados no período das 13h30 às 17h30. A secretaria informou que mais pontos de atendimentos possibilitaram detecção do vírus entre os moradores.

Em dezembro, 800 novos casos foram registrados contra 1653 de janeiro e 732 de fevereiro, nos sete primeiros dias. O crescimento na comparação de dezembro e janeiro foi de 106,6%. As pessoas nas faixas etárias entre 30-39 anos e 40-49 anos são as que mais contaminam, segundo o boletim.

Em janeiro, o município adotou medidas restritivas, impedindo a circulação de moradores das 20h às 6h. No começo do mês, o prefeito Isaú Fonseca (MDB) ampliou a decisão para 15 de fevereiro. Contudo, os números continuam mantendo a curva de crescimento.

O atual secretário municipal de Saúde, Ivo da Silva, afirmou que as restrições evitaram que mais pessoas se contaminassem e lotassem os leitos hospitalares. Ele garante que a pasta vai continuar mantendo a vigilância para reduzir o número de casos de contaminação.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.