] Jornal Correio Popular
Ji-Paraná(RO), 31/07/2021 - 02:06
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


Arquivo Popular
Manchete que marcou a trajetória dos 30 anos

Data da notícia: 2020-09-23 23:23:21
Foto: 20200924-161.jpg
Edição nº 36 de 28 de setembro de 1991, no aniversário de um ano do jornal

Ao fazer a denúncia, o CP deu voz aos cidadãos e se colocou a serviço da comunidade

(Jairo Ardull) Por ainda ter a circulação semanal, o CP comemorou com atraso de três dias o aniversário de um ano na capa nº 36 do dia 28 de setembro de 1991. Hoje (24), 29 anos e 5851 números depois, ao completar 30 anos de fundação, o jornal relembra, entre as milhares de manchetes, a que marcou sua postura editorial e os fatos subsequentes que consolidaram a trajetória de se colocar a serviço da comunidade.
A edição trazia a manchete “Encontrada impureza no interior de uma garrafa de Coca-Cola”. Ao noticiar o fato, o CP dava voz a cidadãos e consumidores para denunciarem irregularidades em produtos ou a má prestação de serviços públicos ou privados. Um novo espaço jornalístico que seguia o ordenamento do Código de Defesa do Consumidor (CDC), criado 13 dias antes de o jornal ser fundado (11 de setembro de 1990).

Por terceirizar a impressão, no número seguinte, o jornal foi proibido de apresentar novas versões do fato. Como havia compromisso com o leitor, a matéria foi suprimida da edição para que o jornal pudesse chegar às bancas, empresas locais e às casas dos leitores. Mas ficou a lição que a independência editorial apenas poderia ser conquistada com a instalação de maquinário próprio.

Meses depois, a direção do jornal instalava sua primeira impressora, iniciando um processo contínuo e irreversível de modernização. Antes, já tinha abandonado as máquinas de escrever manuais, impressora composer e o sistema Letra Fácil (quem viveu sabe o que é isso) para investir nos primeiros microcomputadores de tela verde nos modelos XT da IBM e PC 386, com o salvamento de arquivos em disquetes.
Nos dias atuais, em que a tecnologia avança num piscar de olhos e as compras estão ao alcance de um clique em qualquer parte do mundo, tudo isso pode parecer ultrapassado, mas naqueles anos foi preciso uma boa dose de ousadia e coragem. Isso, porque os métodos ainda não estavam completamente dominados e os equipamentos, além de muito caros, eram de difícil acesso.

Tanto investimento em equipamentos e, principalmente, na capacitação de equipes em todas as etapas de produção, levaram ao aumento gradual de tiragem, passando pelas edições bissemanais, até alcançar a impressão diária em novembro de 1997. A decisão trouxe novos desafios financeiros, logísticos e editoriais, que foram todos vencidos para que o leitor tivesse direito à boa informação. O CP foi o primeiro jornal diário do interior rondoniense.

Os 30 anos são ainda mais valorizados quando se olha para o passado e tem a visão das dezenas de jornais que desligaram as máquinas, dispensaram funcionários e apagaram as luzes. Certamente, faltaram a eles muito do que o CP fez de certo. Isso confirma que o sucesso alcançado em três décadas não foi por acaso e que a cada nova edição ele precisa ser mantido.
Tantas manchetes se passaram, porém a do corpo estranho na garrafa de refrigerante acelerou projetos que inevitavelmente ocorriam anos mais tarde. A ela deve ser conferida apenas a distância de “um passo” na contínua caminhada de responsabilidade e credibilidade do jornal Correio Popular.


Fonte: Jairo Ardull


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.