Jornal Correio Popular




MEMÓRIA
Governo revitaliza estação ferroviária em Guajará-Mirim

Data da notícia: 2022-06-24 18:31:03
Foto: Assessoria/Divulgação
O local vai servir como ponto para prestação de serviço ao turista

O Distrito de Iata, em Guajará-Mirim, voltou a ser opção turística. Nesta semana, foi realizada a solenidade de reabertura do Centro de Atendimento ao Turista (CAT/Estação Iata). O local foi restaurado pela Secretaria Estadual do Turismo (Setur) e contou com o apoio da Secretaria Estadual de Obras e Serviços Públicos (Seosp) em todo o trabalho técnico de arquitetura e engenharia que a estrutura demandava.

Localizada a 27 km do centro da cidade, a estação foi revitalizada com o propósito de servir como um ponto de prestação dos serviços de atendimento ao turista que, durante a visitação terá a oportunidade de conhecer um pouco mais da história da localidade por meio de exposição histórica da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré.

Para o superintende da Setur, Gilvan José Pereira Júnior, a obra é um ganho e resgate para o turismo e cultura local e que teve a parceria da Seosp que tem desenvolvido trabalhos de revitalização de várias obras nos 52 municípios do estado.

“A estação traz um resgate da cultura, da história ao turismo do estado de Rondônia. O distrito era também o caminho do trem na EFMM, o que torna o local mais atrativo aos turistas. Nessa obra, a Seosp entra exatamente na parte técnica, onde engenheiros e arquitetos se colocaram à disposição para toda a parte de revitalização. E hoje é uma realidade. É uma entrega muito importante para o rondoniense e todos os turistas que escolherem essa região para conhecer”, enfatizou.

Aluízio Caetano, um dos moradores mais antigos do distrito falou da felicidade de ver a obra revitalizada. “Ver essa estação dessa forma é um prazer, pois estava abandonada. Só temos a agradecer ao governo de Rondônia e toda equipe pelo cuidado que está tendo com o nosso lugarejo”.

“Antigamente, os colonos transportavam mercadorias como arroz, farinha, milho, feijão, tudo produzido aqui e eram enviadas para outras cidades do estado, e ainda, para Manaus e Belém. Hoje, o que temos é história e o local está disponível justamente para parte de turismo e cultura, valorizando assim nosso distrito tão amado”, admitiu.


Fonte: Secom


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.