Jornal Correio Popular




SAFRA
Área com plantio de grãos cresce 20 por cento em Rondônia

Data da notícia: 2022-10-28 18:47:34
Foto: Vitoria Vilhena/Arquivo Pessoal
A produtividade está estimada em 3.951 kg por hectare, 8,2% superior à produtividade média do país

Em Rondônia, a área plantada com grãos deverá crescer 20,2%, alcançando 790,1 mil hectares na safra 2021/2022. A produtividade está estimada em 3.951 kg por hectare, 8,2% superior à produtividade média do país. Esses dados e outras informações sobre o desempenho da produção de café, soja, grãos, mandioca, banana e produção pecuária no estado de Rondônia são analisados na nona edição do Informativo Agropecuário de Rondônia, publicado pela Embrapa Rondônia.

Os dados que servem de referência para as análises apresentadas na publicação foram obtidos de fontes secundárias, como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a Emater-RO, entre outros.


Milho

Na safra 2021/2022, a área plantada com milho primeira safra foi estimada em 14,7 mil hectares, 16,7% maior do que a da safra 2020/2021. “A expectativa de preços melhores contribuiu para o incremento da área plantada com a cultura, ainda que a preferência de cultivo na safra de verão continue sendo a soja, dado os melhores preços dessa oleaginosa nos últimos anos, em comparação aos do milho”, afirma o analista da Embrapa Rondônia, Calixto Rosa Neto, editor técnico da publicação.

A área plantada com milho segunda safra 2021/2022 em Rondônia está estimada em 239,8 mil hectares. “A produção de milho segunda safra em Rondônia foi beneficiada pelo clima favorável e o plantio realizado dentro da janela climática ideal. Isso possibilitou ganhos de produtividade da ordem de 2,6% além do aumento da área plantada”, comenta Calixto.


Soja

A área cultivada com soja em Rondônia, na safra 2021/2022, foi estimada em 491,7 mil hectares, 24% superior à da safra 2020/2021. Já a produção, que alcançou quase 1,7 milhão de toneladas, teve aumento de 21,4%, inferior ao da área plantada, devido à queda da produtividade, de 2,1%. Ou seja, A produção de soja em Rondônia, nesta safra, alcançou quase 1,7 milhão de toneladas, com aumento de 21,4% em relação à safra 2020/2021.


Arroz

A área plantada com arroz no estado, na safra 2021/2022, teve redução de 3.900 ha (-10,6%) em comparação com a safra 2020/2021. Devido a isso e à queda da produtividade de 3%, a produção declinou 13,3%, ou seja, 16,1mil toneladas a menos em relação à safra anterior. Em Rondônia, o cultivo é exclusivamente de sequeiro.


Café

Em Rondônia, a produção de café nesta safra também bateu recorde: foi de 2,8 milhões de sacas de 60 kg, com produtividade média de 43,1 sacas por hectare, segundo os dados do terceiro levantamento feito pela Conab. O bom desempenho da cafeicultura local deve-se às condições climáticas favoráveis na maior parte das regiões produtoras, impactando positivamente na produção da safra que foi 21,1% superior à da safra anterior.

A estimativa da safra brasileira de café, incluindo as espécies arábica e canéfora, é de que sejam produzidas 50,4 milhões de sacas de 60 kg nesta safra, 5,6% superior à da safra de 2021.


Algodão

Embora a área plantada com algodão no estado na safra 2021/2022 tenha sido a mesma da safra 2020/2021, obteve ganhos de produtividade de 5,4% que fizeram com que a produção total oscilasse positivamente de 30 mil toneladas para 31,6 mil toneladas. A produção de algodão em pluma está estimada em 12 mil toneladas, enquanto a de caroço de algodão deverá alcançar 19,6 mil toneladas, com produtividade média de 1.482 kg/ha e 2.418 kg/ha, respectivamente.


Banana

A produção de banana deve apresentar redução de 8,3% na safra 2022 em relação à de 2021, com estimativa de colher 86,9 mil toneladas. Embora a área colhida apresente estimativa de crescimento de 14%, a produtividade deverá decrescer 19,6%.


Mandioca

A produção estimada de mandioca na safra 2022 é de 425 mil toneladas, com uma redução de 0,2% da que foi obtida na safra de 2021, sendo que a área colhida deve crescer 6,6%, com queda de 6,3% da produtividade.


Produção pecuária

Foram abatidos, no primeiro semestre deste ano, 964,2 mil bovinos em Rondônia, com peso total das carcaças de 256,4 mil toneladas de carne, 0,9% inferior ao obtido no mesmo período de 2021, conforme os dados da pesquisa trimestral de abate de animais, do IBGE.

Com relação a suínos, foram abatidos, nos dois primeiros trimestres de 2022, 4.054 animais. A suinocultura no estado de Rondônia se caracteriza pela produção familiar, com poucas unidades processadoras e selos de inspeção estadual e municipal.

A produção de ovos de galinha nos dois primeiros trimestres de 2022 foi de 6,6 milhões de dúzias, por um rebanho de 1,2 milhão de galinhas poedeiras. Essa produção adveio de oito estabelecimentos do estado que informaram sua produção para as pesquisas trimestrais realizadas pelo IBGE.


Produção leiteira

De acordo com a pesquisa trimestral do leite, realizada pelo IBGE, referente aos dois primeiros trimestres de 2022, a quantidade de leite adquirida pelos laticínios informantes foi de 257,7 milhões de litros, correspondendo a uma aquisição diária de 1,4 milhão de litros, quantidade 14,3% menor do que a obtida no mesmo período de 2021. Desse total, 93,8% foram captados pelos laticínios com inspeção federal.


Preços de produtos agrícolas pagos aos produtores

Os produtos agrícolas considerados para a análise de preços médios pagos aos produtores foram: arroz, feijão, milho, soja, café, mandioca de mesa e farinha de mandioca. Desta cesta de sete produtos, seis (feijão, milho, soja, café, mandioca de mesa e farinha de mandioca) apresentaram variação de preços positiva, enquanto somente o arroz oscilou negativamente, tendo sido utilizado como base de comparação, o comportamento dos preços médios nominais desses produtos referentes aos oito primeiros meses (janeiro a agosto) dos anos de 2021 e 2022.

O café foi o produto que apresentou a maior variação de preços no período analisado, de 81,9%, seguido do feijão (30,2%) e da farinha de mandioca (28,1%). No caso do café, a menor perspectiva de produção da safra brasileira de café arábica em 2022, em virtude de problemas climáticos, contribuiu para o aumento dos preços, haja vista o produto ser uma commoditie, com preços negociados em bolsas de valores.


Preços de produtos da pecuária

Para a análise dos preços dos produtos da pecuária, utilizou-se uma cesta de seis produtos (boi gordo, suínos, leite, tambaqui, pirarucu e ovos de galinha) sendo que, no caso do preço da arroba do boi gordo foram considerados os preços pagos à vista e com prazo de 30 dias. Comparando os preços médios de janeiro a agosto de 2022 em relação ao mesmo período de 2021, verifica-se que o preço do ovo apresentou a maior variação positiva de preços, com evolução de 29,1%, seguido do leite de vaca in natura resfriado e do peixe pirarucu. O aumento do preço do ovo teve como motivo principal a maior demanda interna, por ser consumido como substituto das carnes, cujos preços, embora estáveis em relação ao mesmo período de 2021, continuam altos.


Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP)

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de Rondônia, calculado para 2022, está estimado em quase 22 bilhões de reais, resultado 7,1% maior do que o obtido em 2021. Os produtos agrícolas de melhor desempenho em 2022, quando comparados entre eles com 2021, são: o café, a soja e o algodão, enquanto o arroz apresenta resultado desfavorável, com redução de 26,1% do VBP. No tocante à pecuária, tanto o leite quanto bovinos têm sua estimativa reduzida em relação a 2021, com decréscimo de 8,3% para o leite e 7,9% para bovinos.


Exportações

As exportações de carne bovina e soja entre janeiro e agosto de 2022 geraram receitas de US$ 599,5 milhões e US$ 983,3 milhões, respectivamente. Tanto o valor monetário quanto o volume de carne e soja exportadas nos oito primeiros meses de 2022 foram superiores aos números obtidos no mesmo período de 2021. Entretanto, a variação em dólar superou a de volume, sendo que, no caso da carne, as vendas em 2022, em dólar, foram 18,8% superiores ao mesmo período de 2021, enquanto em volume o acréscimo foi de 2,5%. Já a soja foi comercializada em 2022 por valores 53,8% maiores do que no ano anterior, no período considerado, enquanto o volume aumentou 9,4%.

As edições periódicas desse Informativo, iniciadas em fevereiro de 2018, colocam à disposição dos leitores um conjunto de informações sobre a agropecuária do estado, permitindo o acesso aos dados de maneira agregada e com análises. Além disso, a citação das fontes consultadas possibilita ao leitor se aprofundar no assunto, consultando-as diretamente.

Fonte: Embrapa

Notícia vista 16219 vezes


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.