Jornal Correio Popular


REPASSES
Confúcio quer solução para obras educacionais

Data da notícia: 2023-01-24 18:31:23
Foto: Assessoria/Divulgação
O senador afirmou que espera que o governo federal atenda ao pedido de conclusão das obras no estado de Rondônia

A saída para o impasse das obras escolares em construção ou há algum tempo paralisadas no estado de Rondônia está nas mãos do Ministério da Educação (MEC) e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Informou, na segunda-feira (23), o senador rondoniense Confúcio Moura (MDB).

Ao relembrar da situação específica de Rondônia, Confúcio Mora reafirmou seu compromisso com a Educação Brasileira.

“É o meu primeiro pleito do ano ao novo MEC”, ele disse referindo-se à posse do ministro Camilo Santana, do qual espera soluções. Na semana passada, Confúcio encaminhou ofício ao ministro a respeito de 71 obras inacabadas.

“Existem obras em andamento apenas aguardando repasses financeiros. Elas abrangem o Instituto Federal de Rondônia, a Universidade Federal de Rondônia, e aquelas administradas pelas prefeituras”, salientou.

“Não é a primeira vez que lamento e me indigno com a situação e, por essa razão, espero que o atual governo democrático brasileiro me conceda o direito de não mais me queixar, ao menos, desse item essencial que é a conclusão de obras essenciais especialmente à Educação”, assegurou o senador rondoniense.

Segundo o senador, o ideal é que nenhuma obra nova seja lançada “até que um percentual aceitável de projetos em curso seja finalizado.” O estado de Rondônia conseguiu investir apenas R$ 3,6 milhões do total de R$ 34,7 milhões de obras com recursos federais paralisadas ou inacabadas.
“Dele [governador Marcos Rocha] se espera um trabalho colaborativo comigo e com os demais senadores. Estou plenamente disponível em apoiar a Educação em Rondônia”, garantiu Confúcio.

O senador rondoniense reiterou que seus projetos anteriores terão continuidade.

“Todos referentes aos primeiro quatro anos do meu mandato de senador e que esteja, compromissos com nossas metas e objetivos em 22 dos 52 municípios”.

Segundo levantamento do Tribunal de Contas da União (TCU), em agosto de 2022 o país possuía 22.559 obras iniciadas, das quais, 8.764 paralisadas, e seus contratos somavam R$ 27,22 bilhões.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Notícia vista 1892 vezes


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.